Cardeal George Pell morre aos 81 anos


Roma
CNN

Cardeal George Pell, o funcionário católico mais graduado a ser condenado por abuso sexual infantil antes de sua absolvição em 2020, morreu, segundo seu secretário. Ele tinha 81 anos.

O padre Joseph Hamilton confirmou a morte de Pell na noite de terça-feira, horário local, após ser internado em um hospital de Roma para uma cirurgia de substituição do quadril. Hamilton disse que embora a operação tenha sido bem-sucedida, Pell posteriormente sofreu uma parada cardíaca.

Nascido na cidade regional de Ballarat, Austrália, em 8 de junho de 1941, Pell subiu na hierarquia da Igreja Católica Romana para se tornar o tesoureiro do Vaticano, considerado por muitos como o terceiro cargo mais importante dentro da igreja.

Ele atuou nessa função de 2014 a 2019 no comando das reformas financeiras do Papa Francisco, que em grande parte pararam quando ele foi chamado de volta à Austrália para enfrentar acusações de abuso sexual histórico.

Ele foi condenado por essas acusações em 2018 e cumpriu 13 meses de prisão antes que o Supremo Tribunal da Austrália o absolvesse em abril de 2020. Pell negou veementemente as acusações, que ele rejeitou em uma entrevista policial em 2016 como um “produto da fantasia”.

Em seu resumo de duas páginas da decisão, a Suprema Corte disse que o júri “deveria ter dúvidas quanto à culpa do requerente” e ordenou que as condenações fossem anuladas.

Em comunicado, o arcebispo de Sydney, Anthony Fisher, expressou tristeza pela morte de Pell. “Esta notícia é um grande choque para todos nós. Por favor, rezem pelo repouso da alma do Cardeal Pell, por conforto e consolo para sua família e para todos aqueles que o amaram e estão sofrendo neste momento”, disse ele em um post no Facebook.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *